Combinados do Sapopemba

A Escola de Samba que tem o seu barracão as Margens da Maior avenida de São Paulo é nosso destaque dessa semana.

A escola é originária do clube de futebol São Lourenço e do já extinto bloco carnavalesco “Café com Leite”, que desfilou apenas por 4 anos pelas ruas de Sapopemba.[2] Suas cores foram escolhidas a partir das cores do Paulistano da Glória, onde desfilava a maioria dos componentes do bloco, e que depois do desfile oficial, com a mesma fantasia faziam o carnaval de Sapopemba.[2]

Em 1984, Mestre Saraiva, o primeiro presidente, juntamente com sua diretoria, conseguiu a filiação na UESP. Assim passaram a desfilar oficialmente, seguindo uma linha de homenagens a celebridades paulistanas, tais como Inezita Barroso (1992) quando foi campeã, Maurício de Sousa (1993), Jair Rodrigues (1994) novamente sendo campeã, Tonico e Tinoco (1995). Todos os homenageados desfilaram na escola. Inezita Barroso tornou-se madrinha da Ala de Compositores da agremiação, onde desfilou novamente em 2015 quando a escola fez uma reedição da homenagem prestada a ela em 1992.

Em 2008 a escola foi campeã do Grupo 1 da UESP com um enredo em louvor a São Benedito, famoso santo negro. Assim, a Combinados chegou novamente à Liga.

Em 2009, teve o desafio de abrir a noite de desfiles do grupo de acesso do carnaval paulistano, depois de 13 anos sem desfilar entre as agremiações pertencentes à Liga das Escolas de Samba de São Paulo. Fez um desfile irregular num ano em que o grupo de acesso já se mostrava muito mais competitivo em comparação a carnavais anteriores e acabou sendo rebaixada, voltando ao grupo 1 da UESP.

Em 2010, a agremiação foi a última a desfilar, às 4:15 da manhã, obtendo o 3º lugar no grupo 1 da UESP e quase retornando ao grupo de acesso. A escola acelerou seu andamento nos minutos finais do desfile e acabou perdendo pontos no quesito evolução, que a tiraram da briga pelo título.

Em 2011, a escola fez um desfile mediano, mas pequenas falhas somadas culminaram numa somatória razoável de pontos perdidos e a agremiação sofreu um rebaixamento que a fez voltar a desfilar na rua depois de quase duas décadas desfilando no sambódromo do Anhembi.

Em 2012, a escola voltou a desfilar na rua depois de muitos anos desfilando no sambódromo do Anhembi. Fez um belo desfile e largou como favorita na briga pelo título do grupo 2 da UESP, mas obteve apenas a 5ª colocação na apuração, surpreendendo a todos.

No carnaval 2013, a escola apresentou o enredo “Viva o esplendor do verde da vida” e repetiu o mesmo 5º lugar obtido no carnaval anterior, permanecendo no grupo 2.

Em 2014, a história do gênio do carnaval Joãosinho Trinta foi o enredo da escola, conquistando o 3º lugar no grupo 2 da UESP num ano em que as 3 primeiras colocadas daquele grupo ascenderam ao grupo 1. Assim, a escola retornou ao sambódromo do Anhembi no ano seguinte.

No carnaval 2015 a Combinados homenageou novamente a cantora Inezita Barroso, fazendo uma reedição do carnaval do ano de 1992, quando a cantora foi o enredo da agremiação pela primeira vez. A escola contou com o trabalho de uma comissão de carnaval e obteve a décima colocação, se mantendo no grupo 1 da UESP depois de realizar um desfile complicado sob forte chuva.

Em 2016 a Combinados de Sapopemba levou ao sambódromo do Anhembi um enredo que contava a saga dos povos quilombolas e a união entre negros e brancos através da religião cristã, tendo a Pastoral Afro-Brasileira como destaque. A escola trouxe um dos mais belos sambas do carnaval e fez um bom desfile, voltando a figurar entre as escolas competitivas do grupo 1 da UESP.

Em 2017, a escola foi a 11ª a desfilar pelo grupo 1 da UESP e levou ao sambódromo o enredo “Lembranças de um maravilhoso jardim. Se as rosas não falam, a Combinados canta no alvorecer” e ficou com a 9ª colocação ao fim da apuração na terça-feira de carnaval.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *